Selo ESG e os ODS: Compromisso das empresas com justiça, diversidade e sustentabilidade!


A sigla que significa Enviromental Social Governance (Governança social ambiental) diz respeito diz respeito a práticas empresariais fundamentais para o desenvolvimento sustentável da organização como parte da sociedade. O selo é uma certificação que garante que sua empresa desenvolve plenamente essas práticas, esse é um fator decisivo na escolha de muitos clientes, além de ser um diferencial importante para muitos parceiros e investidores!


Mas o que significa isso na prática, quais as exigências para obter o selo?


Ambiental (enviromental): Você precisa garantir que a empresa siga passos para garantir o bom desempenho na gestão de recursos naturais. Também se espera que tenha o controle sobre suas emissões de carbono.

Social: Uma empresa certificada precisa garantir o desenvolvimento conjunto e ter um bom relacionamento com todos os seus públicos, sejam eles internos (colaboradores) ou externos (clientes, fornecedores e comunidades onde a empresa está inserida).

Governança (governance): As práticas de governança são voltadas à liderança da organização, e garantem que os objetivos anteriores serão, de fato, tomados em todas as esferas. Além disso, empresas certificadas necessitam ter um bom controle de riscos, e garantir os direitos dos acionistas e consumidores.


Quem emite o selo ESG?


Os selos ESG são emitidos por fundos de investimento, bolsas de valores e consultorias que validam e buscam esse tipo de postura das empresas para investimentos.


Não longe disso, quando você começar a procurar entender mais sobre o selo ESG, irá se deparar com outra sigla, que também está relacionada a essas práticas, o ODS que são os objetivos de desenvolvimentos sustentável. Pautas da agenda 2030 da Organização da Nações Unidas e são 17 objetivos para melhor desenvolvimento do planeta até 2030, são eles:

1. Erradicação da pobreza: acabar com a pobreza em todas as suas formas em todos os lugares.

2. Fome zero e agricultura sustentável: acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e a melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável.

3. Saúde e bem-estar: assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todas e todos, em todas as idades.

4. Educação de qualidade: assegurar a educação inclusiva, equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todas e todos.

5. Igualdade de gênero: alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas.

6. Água potável e saneamento: assegurar a disponibilidade e a gestão sustentável da água e saneamento.

7. Energia acessível e limpa: assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia.

8. Trabalho decente e crescimento econômico: promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, o emprego pleno e produtivo e o trabalho decente para todos.

9. Indústria, inovação e infraestrutura: construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação.

10. Redução das desigualdades: reduzir a desigualdade dentro dos países e entre eles.

11. Cidades e comunidades sustentáveis: tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis.

12. Consumo e produção responsáveis: assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis.

13. Ação contra a mudança global do clima: tomar medidas urgentes para combater a mudança do clima e seus impactos.

14. Vida na água: conservar e promover o uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável.

15. Vida terrestre: proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da terra e deter a perda de biodiversidade.

16. Paz, justiça e instituições eficazes: promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis.

17. Parcerias e meios de implementação: fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável.




Os ODS apesar de não ter ligação direta com o selo ESG, são relacionados pelas pautas e pelos seus objetivos principais, e podem ser um norte para que você comece aos poucos implementar ações de sustentabilidade dentro da sua empresa, caminhando passo a passo não só para conquista do selo, mas para de fato se mostrar comprometido com o desenvolvimento da sociedade e de um mundo mais diverso e sustentável.


Mas por onde começar?


Comece avaliando os valores da sua empresa e a partir deles estabeleça em quais frentes sociais você pode atuar. A partir daí você pode traçar estratégias e ações pontuais ao longo do processo que juntamente com o restante das suas estratégias irão contribuir para o crescimento e desenvolvimento da sua organização como um todo.


Por fim, você pode achar difícil tomar essas decisões e descobrir qual a melhor frente de atuação, ou para onde olhar dentro da sua empresa para começar as mudanças. Por isso é importante que você tenha ajuda de consultores, eles podem guiar você otimizar os recursos e ações e fazer com que sejam eficientes, posicionando sua empresa no topo através do compromisso com a diversidade e sustentabilidade, evitando gastos excessivos ou ações ineficazes e descoladas do seu planejamento estratégico.

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo