• Alexandre, Sócio Efeito Mais

Geração Y: Millenials

Em um post anterior, falamos sobre a Geração Z, ou Zoomers. Neste tópico, abordaremos a Geração Y ou Millenials.


Esta geração possui vários adjetivos: geração do milênio (dada a concepção da mudança de milênio), geração da internet ou ainda, milenicos.


É importante entender que não existe uma linha divisória exata das gerações. Bem como as eras terrestres, há um momento, um lapso situacional, onde teremos aspectos caraterísticos das gerações. Avançado para a Teoria de Aprendizado socioeducativa de Vygotsky, onde o aprendizado e desenvolvimento ocorrem pela sociabilização do ser, temos influência do meio social ao qual estamos imersos.


Com isso, as gerações flutuam, por assim dizer, apresentando tendências comportamentais e de aprendizado.


Nascidos entre 1981 e se estendendo até 1996, esta geração nasceu na era do início da tecnologia. Portanto, antes de falar das principais características, nós precisamos entender qual foi o evento marcante da geração Millennial, ou se existe algum evento marcante da geração anterior que fez com ela nascesse.


Como já falamos, um dos eventos mais marcantes dos Millennials é a tecnologia e smartphones. O último principalmente, uma vez que, em 1992, foi lançado o primeiro smartphone. Contudo, além da insurgência de novos meios de comunicação e tecnologia, um outro fator que marca esta geração é a luta pela igualdade.


Não que em outras gerações não houvesse luta pela igualdade salarial, de gênero etc. Contudo, foi na geração Millennial, por consequência das lutas igualitárias que a antecederam, que a pauta por igualdade se tornou mais utilizada.


Os Millennials são conhecidos por sua proatividade no trabalho e, também, por serem sedentos por inovação e informação. Eles são considerados a geração mais antenada à política e economia, uma vez que vivenciaram três grandes crises, portanto, têm maior facilidade de entender as questões socioeconômicas e políticas ao redor do mundo.


Sentem também uma profunda atração ao empreendedorismo, sendo que as principais startups, atualmente são comandadas por Millenials.


O que mais atrai os Millennials no mercado de trabalho são empresas que disponibilizam a possibilidade de crescimento profissional e que, também, permitem um modelo de trabalho flexível e igualitário.


Caso a empresa não possua valores alinhados com o que o Millennial entende por seus valores pessoais, há uma grande chance de eles caírem fora. Não lidam bem também com a falta de inovação.


Os Millenials são movidos por seus valores. Há um olhar forte no ponto social e isso anima ou desanima os colaboradores desta geração.

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo