Entenda a diferença entre marketing interno e endomarketing

O “marketing interno” e “endomarketing” são considerados como fatores fundamentais para o bom funcionamento de uma empresa. Tais estratégias auxiliam na promoção da marca e engajamento dos colaboradores, acarretando aumento de vendas, produtividade e bom clima organizacional. No entanto, tais termos acabam sendo utilizados como sinônimos, porém, sabe-se que não o são e, assim, é importante se estabelecer as diferenças e a aplicabilidade de cada um nas organizações.


O Marketing Interno são as ações desenvolvidas no ambiente interno da empresa que procura integrar a comunicação da organização com seus colaboradores. Tem como objetivo possibilitar ou prezar pelo relacionamento entre os membros da equipe, buscando propagar a identidade organizacional (missão, visão, valores, cultura) internamente. Existindo, assim, um espaço aberto para que os colaboradores se expressem.


Já o Endomarketing tem como base o Marketing Externo Tradicional. Portanto, aplica-se no contexto interno as mesmas técnicas de abordagem que são destinadas aos clientes externos. São estas estratégias que geram nos colaboradores o sentimento de serem uma figura de cliente que deve ser cativado. O Endomarketing tem a responsabilidade de “vender” a imagem da empresa e seus serviços/produtos para o contexto interno e, a partir daí, os colaboradores se tornam propagadores da marca.

Agora que você já consegue diferenciar o Marketing Interno do Endomarketing é hora de compreender como aplicar estas estratégias no contexto organizacional. O primeiro passo é entender quais são os níveis de satisfação, engajamento, estresse dos colaboradores em relação a empresa e a atividade desempenhada. Estas pesquisas poderão ocorrer por meio de observação, questionários, entrevistas, escalas e seus resultados poderão acarretar estratégias para melhorar o contexto de trabalho.


No segundo momento, a empresa pode investir em treinamentos que demonstram aos colaboradores quais são os produtos/serviços oferecidos pela organização, assim como o seu diferencial em relação aos concorrentes. Também é possível oferecer aos colaboradores momentos de desenvolvimento que focam em temas como relacionamento interpessoal, comunicação assertiva ou não violenta e feedback. Outra possibilidade seria a realização de eventos para potencializar a socialização entre as pessoas e os setores.


Certo, mas qual é o setor responsável por desenvolver tais estratégias? São dois os setores: o de Comunicação e o de Gestão de Pessoas (GP). A GP é responsável em realizar as pesquisas e compreender os colaboradores de maneira geral, por exemplo, saber o que eles buscam, qual o nível de engajamento, satisfação, desempenho quanto a organização. Já o setor de comunicação é responsável em planejar, pensar, estudar quais são os canais e estratégias que deverão ser utilizados para cada ação ou para cada público interno. Isso demonstra a importância destes dois setores trabalharem em conjunto, mantendo boa comunicação e alinhamento das ações pensadas, para que as práticas funcionem da melhor forma possível.


Portanto, neste texto foi possível se observar as diferenças entre o Marketing Interno e o Endomarketing, como também, sua aplicabilidade e os setores responsáveis por implementá-los/desenvolvê-los. É importante mencionar que quando a empresa investe em tais processos existe uma melhora no nível de satisfação dos colaboradores, o que acarreta maior produtividade e engajamento das equipes. Além disso, os colaboradores passam a compreender a identidade organizacional e sua cultura o que acarreta maior grau de pertencimento. Assim, é importante se estruturar e planejar a comunicação da organização, definindo a linguagem e os melhores canais para transmitir as mensagens a todos.

55 visualizações0 comentário