top of page

Tendências para treinamento e desenvolvimento em 2023

A cada ano que passa surgem novas formas de pensar recrutamento, seleção e desenvolvimento. Se você atua nessa área, é indispensável que esteja acompanhando essas tendências, não só para acompanhar as inovações da área, o que beneficia a sua empresa, mas também para acompanhar as expectativas dos talentos recrutados e dos profissionais que já atuam na organização.


Pra te ajudar, reunimos aqui algumas dessas tendências, listadas pelo RH portal. Assim você consegue já ir pensando o que faz sentido para sua empresa e como você poderá implementá-las:


1. Lifelong learning

O termo em inglês lifelong learning significa “aprendizado ao longo da vida”. E este conceito está cada vez mais em alta, prometendo ser, também, uma das tendências de treinamento e desenvolvimento para 2023. Lifelong learning nada mais é do que o desenvolvimento contínuo de conhecimentos e habilidades que as pessoas experimentam além da educação formal.

2. Lifewide learning

O lifewide learning é tudo o que se aprende em diferentes espaços simultaneamente. É, literalmente, o aprendizado através da vida de um indivíduo a qualquer momento. Ou seja, tudo o que acontece ao nosso redor, seja em casa, no trabalho, em algum momento de lazer, proporciona algum aprendizado, alguma descoberta. Isso é lifewide learning.

3. Treinamentos híbridos

O ensino híbrido mistura os métodos pedagógicos de ensino a distância com os do presencial. Assim, ele alia as possibilidades e vantagens das duas metodologias, visando aprimorar os processos de desenvolvimento e treinamento dos colaboradores. Com os novos modelos de trabalho em prática: remoto e híbrido, esta é também uma das tendências de treinamento e desenvolvimento para o próximo ano.

4. Lifow (Learning in the Flow of Work)

O Lifow é um conceito criado por Josh Bersin, um dos analistas e influenciadores mais renomados da indústria global de Recursos Humanos. Para ele é preciso haver uma cultura de aprendizagem contínua, e é necessário que os recursos de aprendizagem estejam disponíveis dentro de seu fluxo de trabalho. Só assim, de forma organizada e contextualizada, o colaborador conseguirá incluir o seu desenvolvimento como parte de suas tarefas.

5. Treinamentos imersivos

As tecnologias vêm com força total para engajar e reter o colaborador nos programas de treinamento. Por isso, os treinamentos imersivos, onde a pessoa se sente parte da história, são uma tendência em alta para 2023.

6. Personalização e flexibilização da aprendizagem

Como nem todos aprendem da mesma maneira, a personalização e flexibilização da aprendizagem colabora para que todos tenham as mesmas chances de aprendizado.

Neste contexto, o colaborador é colocado como centro das atenções. Ou seja, são criadas trilhas de estudos personalizadas com tudo o que ele precisa para seguir o próprio caminho.

7. Plataformas de aprendizagem

O uso das plataformas de aprendizagem só tende a crescer. Essas ferramentas possibilitam que o colaborador acesse os treinamentos a qualquer hora e lugar. Aqui na EADSKILL, com o LMS Next, é possível criar conteúdo didático, estruturar trilhas de aprendizagem, aplicar estratégias de gamificação e muito mais.

8. Influência das redes sociais nos treinamentos

É inegável o quanto as redes sociais influenciam em nosso dia a dia. Ao observar o poder de persuasão que um digital influencer tem, por exemplo, na vida das pessoas, por que não utilizar o trabalho dele como estratégia nos programas de treinamento e desenvolvimento?

9. Inteligência artificial e Big Data

A inteligência artificial na educação corporativa é uma tendência que acompanha a ampliação da IA, dos chatbots e dos assistentes virtuais no dia a dia das pessoas. Esses contextos na educação promoverão momentos de interação e aprendizado compartilhado. Já o Big Data na educação promete revolucionar as experiências de aprendizagem e impactar as decisões instrucionais através do uso dos dados gerados nos ambientes de aprendizagem.

10. Edutretenimento ou Edutainment

Nada mais é do que a fusão do entretenimento com a educação. É usar vários formatos diferentes, como séries, documentários, storytelling, quizzes etc, com um único objetivo: ensinar de forma divertida.


Fonte: RH portal

140 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page