top of page

Pensar comunicação organizacional exige visão realista do negócio e coesão na comunicação integrada.

A comunicação organizacional é um dos pilares para entender como a empresa se comunica com sua audiência, e é com o aperfeiçoamento nesse âmbito que é possível que a empresa alcance seus objetivos de aperfeiçoamento em imagem, reputação e avance em direção ao reconhecimento e na confiança das pessoas.

Pensar comunicação organizacional é pensar a forma de se comunicar com os clientes, internos e externos) mantendo a imagem do seu negócio e unificando a gestão do tema em todas as fases dos processos. Para isso é necessário que haja controle das estratégias, atividades, ações e até mesmo das decisões tomadas, sempre no intuito de fortalecer a imagem perante a sua audiência.

Dessa forma trabalhar a comunicação organizacional dentro das empresas não é uma tarefa simples, por ela estar presente em diversos pontos estratégicos para a organização é necessário equilíbrio entre todas as ações, o desafio aqui é tem um olhar clínico para o contexto organizacional para conseguir identificar os pontos críticos de atuação e não negligenciar nenhuma das partes do que segundo KUNSH, chamamos de “composto da comunicação integrada”.

Este composto é integrado por 4 tipos de comunicação, são elas: Administrativa, Interna, Mercadológica e Institucional. Juntos são capazes de estabelecer uma política global que traga maior coerência as ações comunicacionais através de atividades rotineiras como o uso de uma linguagem comum, um comportamento organizacional homogêneo e a gestão coordenada e sinérgica dos esforços objetivando a eficácia.

Um ponto muito importante quando se quer melhor a comunicação organizacional de uma empresa, é garantir que haja uma abordagem realista da situação, seja ela favorável ou não.

É necessário manter a mente aberta e flexível para que seja possível através de um pensamento analítico conseguir recolher a analisar um grande volume de dados, mas também um pensamento lateral e intuitivo para que seja possível analisar essas informações da maneira adequada e transmiti-las da melhor forma para as demais equipes.

Abaixo veja como se organiza o composto de comunicação integrada, segundo KUNSC e o que tipos de estratégias temos dentro de cada ponto:


Margarida Kunsh, Planejamento de relações públicas na comunicação integrada. ( 2003)

Nesse sentido, dentro do composto irão se ramificando diversos tipos de planejamentos, que devem estar em perfeita sintonia, abaixo veja um exemplo de ramificação que se dá dentro do planejamento de comunicação mercadológica no lançamento de um produto:




Com o exemplo acima podemos perceber que são diversos detalhes importantes a serem pensados e elaborados, que pensados separadamente podem parecer irrelevantes, mais quando levados para a ótica organizacional, explitam os motivos de sucesso ou fracasso de uma organização no âmbito comunicacional.

Por isso é tão importante essa visão ampliada do negócio. Assim com o exemplo acima, diversos outros tipos “ramificações” como essa irão acontecer dentro do planejamento de comunicação organizacional em outros pontos do composto, na área institucional, administrativa e interna, e o sucesso depende do controle e manutenção desses processos.

102 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page