Incivilidade cibernética: O comportamento online também afeta a saúde dos colaboradores.

Se você que trabalha com regime home office, já teve um chefe que não respondia suas mensagens, ou já foi excluído de assuntos importantes que envolviam o seu trabalho, então você foi alvo de comportamentos incivis. Da mesma forma que no ambiente presencial, o ambiente digital pode afetar a saúde mental dos colaboradores e sua produtividade de várias maneiras.



Violência, Intimidação, agressão, injustiça, desvio e tirania – cada um explana uma forma relacionada aos maus-tratos interpessoais no ambiente laboral. Nos últimos anos têm sido realizados estudos que destacam a prática de comportamentos antissociais, dentre esses pode-se citar estudos direcionados à incivilidade. Esta ação no ambiente de trabalho se caracteriza como um comportamento desviante de baixa intensidade, no qual o colaborador prejudica seu colega, desobedecendo às normas de respeito mútuo, estabelecidas no ambiente de trabalho.

Os resultados da incivilidade podem se espalhar de modo mais amplo e rápido devido ao contexto pandêmico, já que os meios tecnológicos facilitaram a comunicação rápida. Assim, o uso de tecnologias de informação e comunicação tem alterado a maneira como os trabalhadores se comunicam e interagem com seus gestores, colegas e clientes. Embora essas tecnologias apresentam vários benefícios, como as limitações físicas e o aumento da comunicação vertical e horizontal no ambiente de trabalho, também demonstram graves implicações negativas para a organização e os seus trabalhadores em termos de saúde e capacidade, respectivamente.

A incivilidade cibernética é percebida como o comportamento comunicativo por meio de interações via tecnológicas que vem a violar as normas de respeito mútuo no ambiente de trabalho.

Lim e Teo (2009) apresentaram exemplos desta ação: o indivíduo falar algo prejudicial por mensagem, não responder, dar pouca atenção, agendar ou cancelar reuniões em curto prazo. Essas situações podem prejudicar o desempenho dos trabalhadores no ambiente organizacional. Os trabalhadores que utilizam este meio de comunicação em suas atividades diárias estão mais vulneráveis a vivenciar a incivilidade cibernética.

Para a organização reconhecer ou controlar a incivilidade cibernética é muito complexo, pois envolve maus-tratos interpessoais de baixa intensidade e, nem sempre, os trabalhadores alvos expressam suas reclamações formais. Além do mais, pode ser que esta ação seja um acontecimento inevitável do local de trabalho até em um determinado tempo, pois pode ocorrer diferença de valores, padrões de conduta impessoal e personalidades distintas dos indivíduos. O desempenho dos trabalhadores e o lucro da organização são afetados negativamente.

A incivilidade no trabalho pode ocorrer mediante ações como: o gestor não responder a mensagem do subordinado, o cliente mandar mensagens incivis ao funcionário, o colega de trabalho ignorar as mensagens ou responder de forma incivil, excluir indivíduos de assuntos nos grupos cibernéticos, um colega de trabalho enviar uma mensagem cibernética presunçosa, dentre outras.

Por sua vez, os trabalhadores afetados por estas ações tendem a levar a sério os comportamentos de exclusão, aumentando suas emoções negativas. Além disso, apresentam maior distração cognitiva, estresse, sofrimento psicológico, emoções negativas como a raiva, culpa e medo, menor satisfação e criatividade, além de sentirem-se deprimidos e mal-humorados. A incivilidade não solucionada além de comprometer o bem estar dos trabalhadores, pode gerar diversos resultados como a redução da produtividade e o desligamento do colaborador da organização.

Diante desta realidade, cabe aos gestores e às organizações implementar políticas de apoio, criando um ambiente de trabalho acolhedor e inclusivo, aumentando a conscientização sobre suas iniciativas e estratégias que conduzam à promoção de um ambiente de trabalho adequado e mais civil.

Dentre as estratégias que podem adotar inclui-se a comunicação aos novos trabalhadores sobre a importância de um comportamento respeitoso no local de trabalho. A adesão de treinamentos para aprimorar as habilidades interpessoais e a sensibilidade aos colegas de trabalho também pode ser benéfico, fornecendo aos trabalhadores estratégias para evitar e lidar com interações desrespeitosas.



Autor: ROGER WEGNER - Doutorando em Administração pela Universidade Federal de Santa Maria

Referências:

Lim, V. K. G., & Teo, T. S. H. (2009). Mind Your E-Manners: Impact of Cyber Incivility on Employees’ Work Attitude and Behavior. Information & Management, 46, 419-425. https://doi.org/10.1016/j.im.2009.06.006.


16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo