Chefe ou líder? Entenda a diferença

Uma das novas formas de pensar os processos nas organizações é estabelecer os papéis, principalmente quem assume um cargo de liderança. Dentro do atual contexto de trabalho, pensar que um líder é a principal fonte de inspiração da sua equipe é uma reflexão amplamente difundida. Mas, em termos práticos, como isso acontece?


Primeiramente, percebemos mudanças no contexto empresarial, sobretudo nos últimos anos, onde as empresas desenvolveram formas inovadoras de atuação nos seus respectivos nichos de mercado, oferecendo seus produtos e serviços. Para agir de forma estratégica “lá fora” é necessário pensar no mesmo nível dentro da empresa. Aqui que o papel de liderança se torna essencial.


Pensando que um trabalho não se realiza de forma individualizada, mas sempre em sintonia com diversas pessoas de uma equipe, é importante que a figura de liderança – seja ela analista, supervisor(a), coordenador(a), gerente, etc. – motive a busca pela solução de problemas entre os colaboradores envolvidos, sejam elas a curto ou a longo prazo. Não só pensar nesse cenário específico, mas também a condução da equipe pelo(a) líder, se torna primordial.


É a nível comportamental a diferença entre chefe e líder: o chefe geralmente tem tendência a comandar as pessoas, impor ordens e agir com um estilo autoritário; já o líder procura obter o melhor da cada pessoa, motivando-as e valorizando suas habilidades e competências, além de entender as limitações de cada um e incentivar o crescimento.

A postura de chefe é colocar uma tarefa a cima da equipe de trabalho, focando apenas na sua resolução, sem considerar as circunstâncias do ambiente de trabalho. Foca-se no “seguir ordens” e quando o objetivo não é alcançado, age com caráter punitivo, por meio de postura agressiva, vexatória e de delegação da culpa a alguém. Vê a equipe com a obrigação de realizar um trabalho excelente e se vangloria dos méritos alcançados, limitando-se ao cargo que ocupa.


Já a postura de líder valoriza o trabalho em equipe, buscando sempre a melhor forma de alcançar os resultados englobando cada colaborador nesse processo. Ele os vê como parceiros, ouvindo cada integrante da equipe. Valoriza as habilidades de cada um e busca entender as limitações de cada pessoa, auxiliando a superá-las. Os méritos, para o líder, são sempre compartilhados com sua equipe, e assume conjuntamente os fracassos e falhas.


Diante dessas diferenças, o ideal é que se assuma, em uma empresa, uma postura de líder, como forma de incentivar os colaboradores a sentirem-se incluídos no sucesso da empresa. Além disso, olhar de forma humana para o colaborador é colocá-lo como parceiro, valorizando suas potencialidades e contribuindo para o seu crescimento profissional.

38 visualizações0 comentário